Como fazer um bom planejamento de viagens

Para quem dirige caminhão, cair na estrada não é simplesmente uma profissão. É uma paixão, muitas vezes herdada do pai, tios ou do avô. Aquela velha história de que o diesel corre nas veias do motorista é verdadeira. Agora, como toda profissão, é preciso ter planejamento, cuidado e boa administração para que o negócio seja viável e dê retorno financeiro.

Ao conversar com profissionais da área, levantamos algumas dicas que vão ajudar no bom planejamento das suas próximas viagens. Elencamos as principais a seguir.  Acompanhe aqui:

  •  Planejar a rota

Após fechar o serviço, a carga e o dia da viagem, é importante planejar o percurso a ser feito, assim como as paradas para refeições e para o descanso. Programe as paradas e refeições em postos ou restaurantes que esteja acostumado e que seja próximo a postos com áreas seguras para pernoite.

  • Planejamento e checklist

Programe a saída de casa com tempo suficiente para fazer o checklist do caminhão. Checklist é a checagem de itens básicos do veículo. Algumas empresas têm listas próprias, e se os veículos forem monitorados, estes possuem checklist obrigatório.

Se não for o seu caso, crie a sua lista. Verificação dos pneus, nível de óleo, combustível, luzes, limpador de para-brisa e aparência do veículo são alguns itens que devem, obrigatoriamente, entrar na sua lista, ok? Dedique alguns minutos para fazer este procedimento. Esta rotina vai ajudar a minimizar paradas desnecessárias e desagradáveis na estrada.

Ilustração por Rawpixel.com – Freepik.com

  • 0800

Sabendo qual o trajeto a fazer, tenha anotado o telefone de apoio da concessionária que administra a estrada que vai percorrer. Antes de viajar, dê uma ligada para verificar as condições da rodovia ou se há acidentes no trajeto. Se houver obras na pista, qual será o tempo de espera para seguir viagem.

  •  Estrada com pedágio ou sem pedágio?

Tudo bem que os valores pagos em certas estradas pedagiadas do país são muito altos, mas isso não deve ser pretexto para pegar um caminho alternativo. O lado bom das estradas sob concessão é a cobertura e apoio mecânico em caso de emergência. Faça as contas: estradas sem pedágio não têm manutenção, segurança e, muitas vezes, estão longe de grandes centros. Se houver quebra, como vai conseguir as peças de reposição? Avalie bem os custos, os riscos e os benefícios.

  •  Sem briga em casa

Meu amigo: qualquer motorista sabe que estamos falando de uma profissão que exige muita atenção. Se você saiu de casa com alguma pendência (seja com a esposa, filhos ou familiares), aquilo vai viajar contigo e atrapalhar sua concentração. Parece coisa pouca, mas não é: Não saia de casa se aquela conversa não foi resolvida. Viaje tranquilo.

  •  Alimentação leve

Se for viajar, nada de abusar de comidas pesadas no dia anterior. Se for transportar carga perecível, qualquer parada fora do planejado pode estragar ou danificar o produto, podendo acarretar em multa para a empresa e, consequentemente para você. Mesmo na estrada, siga uma rotina de refeições que esteja habituado, ok?

  •  Conferir a papelada

Não esqueça de verificar as Notas Fiscais dos produtos que estão na carroceria do seu caminhão antes de sair do pátio para evitar dúvidas ou problemas futuros.

  •  Como melhorar os seus indicadores

Num mercado disputado com é o transporte, tirar o melhor rendimento do caminhão é garantia de sobrevivência e crescimento na profissão. É muito importante que o profissional fique de olho nos dados do desempenho do veículo para obter o melhor custo-benefício.

Para isso existem os KPIs, indicadores de desempenho para que você obtenha a melhor performance do caminhão com o menor custo. Os principais KPIs são os custos com combustível, com manutenção, incidência de multa e cobertura de seguro. Pensando nisso, vamos repassar algumas dicas para te ajudar:

– sempre que possível, escolha topografias mais planas. Estradas com muitos aclives, declives e curvas, incidem em maior consumo de diesel além do desgaste e freios e pneus;

– está equivocado quem pensa que acelerar o caminhão significa chegar antes;

– condução econômica é fundamental para a sobrevivência do negócio. Invista em treinamento de motoristas;

– programar as paradas para manutenção vão evitar paradas desnecessárias na estrada.

– manutenção em dia, e com veículo e você andando redondinho, as seguradoras até bonificam os clientes.

– é mais produtivo quem conduz com velocidade média constante. A velocidade maior exige mais do veículo, vai gastar mais freio, terá maior desgaste e consequentemente, maior custo de manutenção. Se mantiver uma velocidade mais constante, você poderá chegar antes – e com mais segurança – ao seu destino final.

  •  Alongue-se

Antes de pegar a estrada, dedique um tempo para se alongar. Esses minutinhos dedicados ao alongamento vão te ajudar a chegar inteiro no final da viagem.

Imagem por Teksomolika – Freepik.com

Benefícios:

Aumenta o rendimento na estrada

Diminui o stress e ansiedade

Reduz tensões musculares

Melhora a flexibilidade do corpo

Corrige a postura

Previne lesões e ativa a circulação

Melhora a concentração

 

Faça movimentos lentos, sem forçar, compreendendo o limite para evitar lesões:

Em pé, com a postura ereta, cruze os dedos acima da cabeça, com as palmas viradas para cima e estenda os braços.

Em pé, vire o rosto para um dos ombros, mantendo em rotação máxima. Repita para o outro lado. Faça o mesmo, agora olhando para cima, e depois para baixo.

Com uma das mãos, force a inclinação lateral do pescoço em direção ao ombro do mesmo lado da mão. Repita o movimento do outro lado.

Gire a cintura o máximo que puder para a esquerda, segure por cinco segundos. Em seguida, repita o movimento girando para a direita. Tente repetir o movimento cinco vezes de cada lado.

Mexa cada um dos seus dedos com cuidado: estenda-os, flexione-os, abra-os e feche-os.

Em pé, com uma das pernas dobrada e posicionada à frente da outra, apoie-se com as mãos a uma parede e lentamente vá aumentando a flexão da perna, sem que o calcanhar da perna que se mantém em extensão deixe o solo.

Meu amigo caminhoneiro: tudo é uma questão de hábito. Não tenha pressa para cair na estrada. Cuide-se e cuide do seu bem maior: o seu caminhão! Boa viagem!!!

Estas dicas foram interessantes para você? Compartilhe com sua rede de amigos e mande sugestões de postagens! Até a próxima parada!

Marketing P. B. Lopes | Jornalista Emilia Miyazaki

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.